Translate

25 de janeiro de 2015

♥ Mente humana... ♥



São João da Cruz mostrou, no século dezesseis, como ocorre esta transição na mente humana:



Para chegar a saborear tudo,
não queiras ter gosto por nada.

Para chegar a saber tudo,
não queiras saber de coisa alguma.

Para chegar a possuir tudo,
não queiras possuir nenhuma coisa.

Para chegar a ser tudo,
não queiras ser nada.

Para chegar ao que não gostas,
deves ir por onde não gostes.

Para chegar ao que não sabes,
deves ir por onde não sabes.

Para chegar a possuir o que não possuis,
deves ir por onde não possuis.

Para chegar ao que não és,
deves ir por onde não és.

Quando te demoras em alguma coisa,
não estás te lançando em direção a tudo.

Para chegar inteiramente a tudo,
em tudo deves te abandonar.

E quando chegues a ter tudo,
deves tê-lo sem nada querer.

João da Cruz, Pequena Biografia, Ed. Paulinas, p. 110, e O Amor Não Cansa Nem se Cansa, livro com textos de São João da Cruz,  Edições Paulinas, pp. 61-62

Este poema coloca em poucas palavras a transição de era que estamos vivenciando e que nos empurra rumo a um novo modo de viver. 

O cidadão moderno quer saborear tudo, saber tudo, chegar a ser tudo, possuir o que não possui, ter todas as coisas. É por isto que a ética está esquecida e a natureza está entregue à destruição. 

Mas São João  da Cruz mostra que só o caminho do silêncio, da quietude e da paz interior pode abrir-nos as portas para a plenitude e o poder que são verdadeiros, não meramente aparentes.


* Trecho do livro  Vida Secreta da Natureza- Carlos C Aveline- Ed. Bodigaya

13 comentários:

  1. Você não pode ter tudo na vida, você iria querer. Você tem que fazer uma escolha. Atenciosamente.

    ResponderExcluir
  2. Reflexão muito bonita e oportuna, Chica! O João da Cruz nos deixou ensinos sábios se profundos... Com fé no Deus vivo, quietude e humildade de coração vivemos os dias com sentido e contentamento...
    A ganância, egoísmo e a ansiedade do homem trazem inquietações e superficialidades ao seu caminhar...

    Um bom domingo!! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Sua reflexão desse domingo, Chica, foi minha oração da manhã. Intensa! Atualizadíssima! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Chica,
    Que lindooooooooooooooo! Adoro este poema reflexão de São João da Cruz!
    Para saborear o tudo, temos que nos esvaziar!
    Beijinhos e excelente domingo.
    Ailime

    ResponderExcluir
  5. O poema-oração, como bem se propõe a mensagem, leva-nos ao oposto do que hoje está em voga. Remete-nos, portanto, a duas questões essenciais: 1. Como pudemos vir dessa outra visão da vida, para aquela em que nos encontramos? Que caminhos tortuosos levaram a Humanidade a tanto egocentrismo? e 2. Será possível retomar os preceitos existenciais verdadeiros, remando contra a maré tão forte que todos os fatores da sociedade fazem? A reflexão disso, e do que o poema é, em si, são reflexões tremendamente edificantes. Que possamos nos colocar nelas! Belíssimo! Abraçossssssssss

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Chica
    Somos um nada nas Mãos do TUDO e ficamos fortes sendo assim...
    Apenas barro nas Mãos do Oleiro...
    Bjm festivo de 2015

    ResponderExcluir
  7. A Célia tem razão, Chica, o texto parece uma oração. E tem razão você também ao dizer que por querer tudo o homem atual está deixando de lado a ética. É triste constatar que o mundo que conheci já não existe. Por isso insisto nos meus escritos, nos escritos dos outros e nos amigos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Linda reflexão Chica, São João da Cruz era um grande sábio.
    Pessoas gananciosas estão destruindo a nossa maior riqueza a natureza.
    "Abandone a ganância e você se sentirá dotado de todas as riquezas."
    Beijos
    Amara





    ResponderExcluir
  9. Chica, sábia e linda escolha de S. João da Cruz! Seu fechamento também perfeito!. Valeu estar aqui e colher desta fonte! Um abração!

    ResponderExcluir
  10. Uma postagem fantástica Chica bem como sua perfeita e bela analise sobre o cotidiano e o que se chama de felicidade a todo custo, que mais e parece com o ouro de tolo.
    Uma bela leitura e dica.
    Uma semana de paz e alegria com os olhos atentos às todas belezas que se apresentam e que a faz a leveza do ser.
    Meu abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o poema e adorei!
    Bj e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Muito bom este poema amiga. Gostei mesmo!
    Desejo que a amiga se encontre bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  13. Lindo, Chica!
    Sim, precisamos reconquistar o silêncio e a quietude. A frase é batida, mas vale: "menos é sempre mais."
    Bjs,

    ResponderExcluir