Translate

28 de abril de 2018

  ♥Um olhar... ♥



Divago ao som das marés, ao sabor do vento e balanço do mar.


Foto e palavras da Elisa Fardilha, de Portugal...

(((o)))o(((o)))o(((o)))

E, estamos quase chegando em MAIO e com ele, antecipo o que pouco a pouco farei...

Tudo tem seu tempo, seu ciclo...

Ficamos aqui aos domingos, foi muito legal.

Mas o ciclo desse blog chega com esse belo recado da Elisa e ficarei em imaginação, descansando ao sabor do mar...

Obrigadão pela ótima e tão boa companhia! por aqui!

Valeu!

Fiquem  bem!E claro, nos veremos pois ainda ficam abertos muitos dos meus blogs.

beijos, chica

21 de abril de 2018

  ♥ Coisa rara...♥


Sol que passa sobre o mundo,
Sobre as flores do jardim
Da minha casa,
E beija tudo devagar,

Em silêncio,
Em asas de borboletas
Que cintilam.

Vento que passa sobre o mundo,
Atravessa o muro alto
Da minha casa,
Soprando perfumes e penas
Que os pássaros soltam no ar,
Sementes esvoaçantes
Que buscam um solo fértil
Onde pousar.


Chuva cristalina
Que as nuvens deixam cair dos olhos
Lacrimosos
Sobre os fios verdes do gramado,
Sobre os rostos das flores,
E copas de árvores,
Trazendo a vida assim, suavemente.

Coisa rara,
Essa paisagem tão pequena
Que me entra pelos olhos todos os dias,
Esse pedacinho de mundo
Que me cabe e me absorve,
Me protegendo e guardando
Enquanto eu apenas existo,

E resisto
Aqui dentro...

14 de abril de 2018

  ♥ Simplicidade...♥


Acabei de crer que os seres humanos gostam mesmo é de problema, de drama, do que é difícil.

Vivem em constante insatisfação, querendo sempre o que na sua vã percepção, “julgam” como extraordinário. Resultado: sofrimento...

Quando vamos entender que o “caminho do meio” é o que nos leva ao equilíbrio e que não é uma mera frase bonitinha e budista da moda?

Lamentável, passarmos uma vida sofrendo pelo pouco que não temos, mas que no torpor da ilusão, cremos que nos seria fundamental e não conseguirmos entender o imensurável valor de tudo o que temos.

Até quando estaremos dispostos a pagar caro, perdendo o que nos rodeia, para definitivamente aprendermos a valorizar?

A verdadeira beleza está em apreciar, em sentir gratidão pelo que temos e pelos que estão ao nosso lado, de fato, por mais comum, mais simples que nos pareçam.

A verdadeira beleza passa definitivamente pela SIMPLICIDADE...o natural, o aparente comum, o próximo, têm um encanto especial, basta ajustarmos o olhar.

E isso...é o começo da SABEDORIA, é o caminho para vivermos momentos de PAZ...